* CRÔNICA NEW YORK - A CIDADE DOS ESQUECIDOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

* CRÔNICA NEW YORK - A CIDADE DOS ESQUECIDOS

Mensagem por James kirk em Seg Jun 17, 2013 2:09 am

New York - A Cidade dos Esquecidos
 
Está é a cidade das mil fumaças, cada uma mais maléfica que a outra;
Está é a cidade do ranger das engrenagens que incansavelmente tritura a esperança;
Está é a cidade das fileiras de moradias apodrecidas;
Está é a cidade onde Incontáveis fábricas cospem poluição no já imundo ar, minas de mineração ferem o lamacento solo e alguns abortos arquitetônicos servem de moradia para “Malditos”.
Está é a cidade em que pilhas de escombros e lixo tornam a viagem através das ruas rachadas um processo lento e algumas vezes perigoso;
Está é a cidade onde o ar é tão impuro que não se pode discernir se é dia ou noite e que rapidamente pode se ver coberto de lixo e para isto basta ficar de pé.
 
Homens malignos forçam aqueles que lá estão a trabalharem nas fabricas, que tentar fugir das 80 horas de trabalho por semana, sofrerá punição por “abandono do dever” vão de espancamento até a perda do miserável salário de energia (cuja a maioria vai à boca dos senhores das favelas, de qualquer modo), ou ainda extermínio. Essa cidade existe para trabalhar e os que vivem nela trabalham para existir.
 
Legiões de Vagabundos vagueiam pelas ruas, futilmente implorando por um pouco de energia. A presença deles é tolerada, e até encorajada pelos barões da indústria – pois eles são frequentemente esmagados e usados como combustível para as máquinas.
 
Não adianta reclamar, pois todos temem não fazer o seu “trabalho”, todos temem serem rebaixados, então se tornam os piores tiranos.
 
O ambiente das fabricas, elas são buracos do inferno com trilhos corroídos, canos apodrecidos, engrenagens barulhentas, fios soltos, fagulhas, tubos fluorescentes, fornos quentíssimos e fumaça.
 
Aqueles que trabalham nos escritório, “vivem” em empregos estagnados, em labirintos de cubículos, enganados por mensagens que os instruem a realizar uma tarefa após outra. Ninguém é promovido; ninguém ganha aumento. As simples idéia de férias, dispensa maternidade ou outra coisa provocam explosões de risadas nos gerentes, com seus ternos horrendos, que só desviam suas atenções quando estão abusando sexual de alguma secretária. Os banheiros estão sempre ocupados, os telefones chamam a toda hora e pessoas estão sempre reparadas para exortar o trabalho em equipe e paradigmas de qualidade.
 

Nessa New York umbral a aparência lembra, os anos trinta do século XX, o período da grande depressão, mas aqui a Primeira Guerra não acabou, notícias de jornal de batalhas no fronte chegam, mas ninguém vê para onde os soldados vão, para ser franco ninguém parece saber de uma saída da cidade.

OFF: Essa New York está na Umbra, é um reino umbral que está tomado pelo Wyrm, ninguém consegue saber com sair dela, os personagens não precisam saber como chegaram lá, mas todos são funcionários de um fabrica e incapazes de mudar para outra forma estando forçadamente na hominídeo  o número de players é no máximo 4 e as fichas deveram ser enviadas por mp. Volto a dizer o personagem de vocês REALMENTE não sabem como chegaram lá e se lembram vagamente da vida de vocês fora da li, pois não sabem o que é sonho e o que foi real.

_________________
Falas: - ... -
Ações: * ... *
Pensamentos: " ... "



avatar
James kirk

Mensagens : 150
Reputação : 10
Data de nascimento : 07/01/1982
Idade : 35

Ficha do personagem
Crônica:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum