Ataque ao Castelo Lasombra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ataque ao Castelo Lasombra

Mensagem por Camille M. Vermount em Qui Maio 16, 2013 4:45 pm

Olá pessoal, eu sou a Vanessa, podem me chamar de Van, estarei abrindo aqui uma crônica ao velho estilo idade das trevas. Muito foda, mas preciso de pelo menos 6 players para iniciar. Irei postar a ambientação e um sistema de ajuda como o Mind fez no dele!! Em seguida conforme vocês se interessem (espero eu) me confirmem participação via "mp" para conversarmos sobre a ficha de vocês.

Irei narrar ao estilo do Mind, é bem criativo, dou o maior apoio a ele.Achei muito interessante e farei o mesmo, no entanto, a validação de Xp será diferente nessa crônica. Quero vê-los crescerem, desenvolverem e ganharem prestígios. Qualquer dúvida ou sugestão, me comuniquem.


Ataque ao castelo Lasombra

Ambientação

História se passa no reino da Bavieira, onde atualmente se propaga uma terrível peste, camponeses encontram-se revoltados com pressões dos feudos, uma terrível criatura espalha terror nas redondezas da Transilvânia e a sociedade Cainita assiste a tudo de camarote, aplaudindo a destruição humana.

Sociedade Cainita

A Europa é dividida em grandes cortes, lideradas por poderosos cainitas dos Altos Clãs. As mais importantes Cortes são:
Os Feudos da Cruz Negra
Monarca: Alto Lorde Hardestadt (Ventrue – 5° Geração)
Principais Vassalos: Lorde Jürgen (Ventrue – 6° Geração, Magdburg), Julia Antasia (Ventrue – 5° Geração, Frankfurt).

Principais Domínios: Magdeburg (e áreas a leste), Cologne, Munique, Leipzig e vários feudos ao longo do rio reno, e grande parte da Baviera incluindo os Alpes.
Os Baronatos de Avalon
Monarca: Mithras (Ventrue – 4° Geração, Príncipe de Londres)

Principais Vassalos: Barão Stephen (Ventrue – 5° Geração, Lincoln), Barão John (Ventrue - 6° Geração, York), Arcebispo Adrian (Toreador – 8° Geração, Canterbury), Barão Nathaniel (Brujah – 6° Geração, Carlisle), Barão Gerard le Vieux (Toreador – 8° Geração, Bordeaux).

Principais Domínios: Inglaterra, Gales, parte da Escócia, e Ducado de Aquitaine.
As Cortes do Amor
Monarca: Matriarca Salianna (Toreador – 5° Geração)

Principais Vassalos: Rainha Isouda de Blaise (Toreador – 7° Geração, Anjou e Chartes), Rainha Hélène La Juste (Toreador – 6° Geração, Champagne), Rei Etienne (Toreador – 5° Geração, Poitou), Príncipe Geoffroi du Temple (Ventrue – 5° Geração, Paris)

Principais Domínios: França Ocidental.
O Mar Sombrio
Monarca: Lorde Montano (Lasombra – 4° Geração, a Voz do Antidiluviano)

Principais Vassalos: Lorde Sylvester de Ruiz (Lasombra – 6° Geração, Ibéria), Príncipe Alfonzo de Byzantium (Lasombra – 7° Geração, Constantinopla), Emir Miriam Bint Aisha (Lasombra – 8° Geração, Al-Andalus), General Nastasio, o Galego (Ventrue – 7° Geração, Herói da Reconquista)

Principais Domínios: Ibéria, Sicília, algumas ilhas mediterrâneas, e Bizantium (sul da Itália e parte da Grécia).


Cortes Menores

As Terras Obertus

Ordem puramente formada por Tzimisce Bizantinos e monges fantasmas na Hungria, agindo em nome de seu oculto Monarca, Dracon (Tzimisce – 4° Geração), os monges têm uma rede de monastérios e contatos diplomatas em vários domínios. Na Transilvânia, a Obertus Myca Vikos tem estabelecido domínio sobre partes do Vale Olt como um pára-choque entre a Hungria e os Cárpatos, mas também possuem territórios nos Bálcãs e Letônia. Porem a ordem Obertus não é uma potencia militar, são privilegiados por cultos secretos, e eles frequentemente servem como enviados diplomatas.
O Voivodato

Estabelecidos no século VII, os Voivodes aterrorizaram as áreas rurais com as suas abominações. Até recentemente, os Voivodes estavam satisfeitos em lutar suas próprias guerras, brigando uns com os outros e fazendo raras incursões contra Constantinopla. Entretanto, a chegada dos Tremere mudou tudo. Além dos Voivodes lutarem contra eles mesmos, eles agora possuem um inimigo em comum. A guerra de Omem ainda atinge essas noites, e tem se arrastado a outras Cortes. Pela primeira vez, os Voivodes estão começando a olhar mais longe dos Cárpatos.
A Meia-Noite Crescente

A Terra Santa e os Reinos Islâmicos do Mediterrâneo são Terra Icognita para a grande maioria dos cainitas europeus. Estranhas Lendas de vampiros divinos e rumores de lares de Antidiluvinos, mantêm os cainitas europeus fora das terras da Meia-Noite Crescente. Aqueles que se aventuram por lá, encontram uma terra exótica e sedutora. Aqui, os Clãs desenvolveram uma estrutura social diferente da Europa, comandada por Califas. O relacionamento entre ocidentais e árabes (Ashirra) é tenso, e uma selvagem baía separam os dois grupos.


Fatos nas Cortes

Os Feudos da Cruz Negra

Florestas habitadas por lupinos separam os feudos do Monarca Negro. O silencio do sangue foi decretado nesses feudos e suas cidades sofrem êxodo dos Cainitas quase em sua totalidade.
Lord Jurgen tem se tornado um dos mais influentes lords do Monarca e lidera confrontos com Voivodes Tzmisce. Se utiliza das amarras com ordem dos cavaleiros teutônicos para reivindicar terras dos demônios.
Recentemente, Jurgen se prepara para desempatar o confronto de 5 anos atrás, no qual foi salvo por Myca Vikos, vassala de Dracon, na Luta contra o Voivode Rustovitch.
Os conflitos entre Roma e o Imperador do Sacro Império Germânico continuam a trazer Hardestadt e os Lordes Lasombra da Itália a um conflito direto. Para o leste, Jürgen movimenta suas forças até a pagã Prússia, confrontando os Tzimisce e outros inimigos. O Húngaro grupo Ventrue conhecido como Arpads, tem também resistentemente se mantido independente da Cruz Negra e tem suas próprias intrigas ocorrendo na Transilvânia.

Os Baronatos de Avalon

A ilha da Grã-bretanha está absolutamente no controle de Mithras, governante de Londres desde as primeiras noites romanas, e deus de seus próprios cultos religiosos. Entretanto, Mithras estava em torpor por 6 séculos e a 100 anos despertou.
Com o objetivo de restabelecer seu poder, Mithras alcançou tratados com muitos líderes normandos e outros influentes vampiros. Eles aceitaram de má vontade Mithras reivindicar a Inglaterra em troca de alguns direitos e considerações.
Mithras é também um dos poucos Monarcas que governam de verdade um domínio, visitando cada feudo, e mantendo seus Barões em “check”. Ele é conhecido por viajar regularmente ate as Cortes do Amor, e aos Feudos da Cruz Negra.
O maior receio de Mithras é o crescimento dos Tremere, ja que deu um suporte não-oficial aos Tzimisce na guerra de Omen. A conturbada rivalidade entre França e Inglaterra, e as perdas de assentamentos normandos tem complicado a boa relação entre Mithras e as Cortes do Amor. A insustentável situação em Paris só piora ainda mais. A Matriarca Salianna estabeleceu fortes acordos com Hardestadt, presumidamente para recuperar a Corte de Paris. Por ultimo, ainda há a presença de alguns Lhiannan na Grã-Bretanha (cuja linhagem foi combatida por Mithras durante séculos), e outros inimigos.


O Mar Sombrio
O Antidiluviano Lasombra é falado como o mais ativo de sua, e desconfia-se que ele reside no isolado castelo das sombras na costa da Sicília. Montano, sua cria mais antiga, discursa com sua autoridade sendo um dos Monarcas da noite européia, mas a principal ocupação de Montano parece ser de auxiliar seu senhor, que se diz em passar a eternidade contemplando o Abismo de Ahriman. Adicionando a isso, a natureza ambiciosa de todos os Lasombra e o fato que eles podem fortemente prevenir outros Clãs e grupos de atuar no domínio tradicional do Mediterrâneo, no chamado Mar Sombrio.
O Arcebispo Monçada, cria de Sylvester de Ruiz (Lorde da Ibéria), é um dos principais Magistrados a favor da erradicação da Heresia Cainita e a expulsão dos mulçumanos. Então onde uma vez a influencia de Sicília tomava o Mediterrâneo, agora se concentra na Ibéria e Itália. Até na Itália, a Heresia Cainita é muito popular, e vampiros de outras parte da Europa vêem essas cidades independentes o suficiente pra fechar acordos. Consequentemente, Montano tem sido incapaz ou desinteressado em por todas elas na linha. Veneza, Genova, Pisa, Milão, Nápoles, Florença... todas possuem vampiros que servem ao Matusalém Montano, mas se satisfazem negociando com outros também.
Um dos sucessos recentes de Montano, entretanto, foi obter a fidelidade do Príncipe Alfonzo de Constantinopla, um Herege que se tornou Príncipe, abandonando sua fé, quando a cidade caiu depois da quarta cruzada.

As Cortes do Amor
As Cortes do Amor brilham em luxo, arte e poesia. Seus cavaleiro são recitantes de poemas e verdadeiros cavalheiros. Na Ibéria e na Terra Santa, eles se envolveram entre varias ordens de cavaleiros associadas com a guerra contra inimigos islâmicos e instruídas na Trilha dos Reis.
Na França, eles se tornaram mais semelhantes a pontos pra reunir forças. Vários Príncipes da França receberam favores das Rainhas do Amor como grande ajuda para assegurar seus domínios e o controle. As Rainhas se tornaram Lordes da noite, uma posição reafirmada quando Salianna, suas Matriarca, se fez conhecida como a “patrocinadora” do sistema dessas Cortes. A Rainha Esclarmone de Toulouse, uma vez vassala leal da Matriarca, aproveitou a oportunidade das cruzadas, pra romper com as Cortes do Amor e estabelecer seu próprio feudo independente – com o apoio dos Lasombra da Ibéria.


avatar
Camille M. Vermount

Mensagens : 81
Reputação : 2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo I Budapeste

Mensagem por Camille M. Vermount em Qui Maio 16, 2013 5:35 pm

Budapeste


O Castelo

O Castelo de Budapeste é onde se encontra o monarca. Alto Lorde Hardestadt (Ventrue – 5° Geração) também conhecido como Monarca Negro, detêm suas forças nos limites da Bavieira, estabelecendo influencias com os grandes proprietários de Terra em Varna e Mediash, que são suas conjecturas vizinhas. Hadestalt costuma ser visto apenas por seus Conselheiros que transmitem suas ordens. O Castelo é lar também dos 4 algozes do Monarca. Esses Algozes são assassinos profissionais que garantem a execução das tradições na Cidade. O castelo é imenso e tem alas que vão de calabouço, prisão à Salão do Conclave.

Os Algozes do Monarca são:
Theodoro Shutz (Ventrue – 10° geração) Irmão mais velho dos Shutz, família de assassinos do Monarca. Theodoro é o líder dos Algozes e correspondente direto dos Conselheiros.
Mycon Shutz (Ventrue -10° geração) Irmão mais novo dos Shutz, age sempre em conformidade com o irmão formando uma dupla perigosa.
Lionel, o Degolador ( Brujah – 8° geração) O mais bruto dos Algozes, é chamado quando precisa-se conter contingentes rebeldes ou em caçadas de sangue.
Shaiman el Ashrad (Assamita- 5° geração) Silencioso e mais cruel dos Algozes. Quase nunca é chamado, ficando entocado na mais alta torre do Castelo. Quando Shaiman é visto nas ruas é decretado toque de recolher. Trata-se de um monstro que nem uns dos demais Algozes desejam juntar-se em sua companhia. Ele é pago para missões extremamente perigosas. Da última vez que foi visto, assassinara um Caern inteiro de Dançarinos da Espiral Negra.

Os Conselheiros do Monarca Negro são:
Nicodemus (Capadócio – 6° geração) Nicodemus é o conselheiro e guardião das riquezas e artefatos do príncipe. É bastante rigoroso, mas pode ser amistoso com convidados, além de ser grande respeitador das tradições e membro fiel dos Inconnu.
Augustus Giovanni (Capadócio – 4° Geração) Augustus Giovanni chega a ser mais velho que o próprio Lord Hadestalt, é um feiticeiro macabro, conspirador que provavelmente aceitou o cargo de conselheiro para obter vantagens e status no mundo. (Alguns séculos a frente, veio a diablerizar o antediluviano Capadocius formando a linhagem dos Giovanni).

Monastério Obertus

Edifício de habitação, oração e trabalho de uma comunidade de monges cristãos liderados por um membro influente da comunidade, Crixus, o sacerdote sombrio (Lasombra – 9º Geração). Crixus é um especialista na arte de influenciar e manipular as articulações da cidade.

Mansão Bratovich

A mansão Bratovich é residência de uma família de revenantes Tzimiscie. Seu líder é um pesquisador maluco chamado Tyrius Bratovich (Lacaio Vassalo), criador de monstros desfigurados. Rumores circulam que Tyrius tem uma coleção de monstros de carne que servem como soldados do Voivodato na Transilvanya.

Catedral St Basilius

A grande Catedral é o lar dos remanescentes tremeres que pactuam das tradições de Hadestalt. Possui o maior acervo de livros e publicações da Bavieira. Extremamente protegido por seus fiéis articulados pelo Ancião Basilius ( Tremere - 6° Geração) Ainda na Catedral residem o círculo de iniciadores na feitiçaria tremere liderado pela Cria de Basilius, Salvius (Tremere – 7° geração)

O Batistério

É uma estrutura separada do plano central da igreja que serve para envolver e guarnecer a “pia batismal”. Incorporado ao corpo da Catedral e provido de uma Capela e Altar. Diariamente visitado por Zillah (Brujah – 8° Geração)

Hospital de St Jonh

O hospital ultimamente tem sofrido de super lotação devido aos casos da peste que inundam os camponeses. O diretor do hospital é Mickail Barbarov ( Capadócio – 6° Geração)

Ruínas do Anfiteatro

As ruínas foram um anfiteatro onde belíssimas obras de arte eram apresentadas na cidade bem como pelas teatrais e convenções artísticas ou não. Era o lar de um ancião Malkavianno que encontrou a morte final por desrespeito ao Monarca Negro. Atualmente é o lar dos Nosferatu regido pelo Ancião Calebros ( Nosferatu – 9°Geração)

Porto de Budapeste

O porto de Budapeste representa o local de movimentação de especiarias e sedas das guildas, bem como comércio de escravos e embarcações. Em uma das embarcações velhas e já inutilizadas, reside Theo Bell (Brujah – 8° Geração) rebelde que inunda a cabeça dos membros novatos com ideias de revolução e anarquismo.

Mercado de Cavalos

O Mercado de Cavalos fica logo após o Porto de Budapeste e traduz o comércio desses animais na cidade, funcionando como estábulo e estalagem. É uma parte da cidade que beira as grandes fazendas, onde reside um Gangrel Fanático, Fabian (Gangrel – 10º)

A Madrosa

A Madrosa é a maior e mais solicitada casa noturna da cidade, onde se pode encontrar “rebanho” facilmente. Funciona como bar e bordel, onde belíssimas garotas perambulam em seus curtíssimos trajes. A cafetã regente da Madrosa é Vivian Escarlate (Toreador – 10°). Alguns dizem que ela conhece e é amiga do Monarca Negro, mas são apenas especulações.

A Casa de Ansar

A casa de Ansar é onde abrigam os guerreiros cristãos e viajantes que passam por Budapeste. Um grupo de artesãos e comerciantes se estabelece nesse local que parece ser alvo da seita dos Furiosos. Ainda não se sabe o verdadeiro motivo disso, mas o Chefe Ansar procura manter o equilíbrio e harmoniosidade do local.
avatar
Camille M. Vermount

Mensagens : 81
Reputação : 2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum